AUTO ESCOLA CONGOMNHINHAS..

AUTO ESCOLA CONGOMNHINHAS..
Auto Escola Congonhinhas, conta com Profissionais Capacitados para melhor lhes atender. Atendendo Normalmente das 8:00 as 17:00 hs ..Aulas Práticas e teóricas. Venham fazer ou renovar a sua HABILITAÇÃO COM A GENTE. Auto Escola Congonhinhas fica na Avenida Brasil Número 179.Tel..43 . 43-984-798614.. Paraná.

sexta-feira, 7 de maio de 2021

ESPECIALISTAS EXIGEM CICLOVIAS E PASSAGENS PARA ANIMAIS SILVESTRES NO NOVO MODELO DE PEDÁGIO


Construção de mais ciclovias com infraestrutura de sinalização e passagem para animais silvestres foram debatidos em audiência da Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná.. Créditos: Thais Faccio

Construção de mais ciclovias com infraestrutura de sinalização e segurança para ciclistas e animais silvestres. Essas foram as demandas apresentadas por especialistas em mobilidade urbana e ciclomobilidade durante audiência pública promovida pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná, realizada remotamente nesta quinta-feira (22) e transmitida pela TV Assembleia e pelas redes sociais do Poder Legislativo.  

Essa foi a primeira reunião realizada pela Frente que abordou temáticas específicas. Estrutura cicloviárias e passagens de fauna nas rodovias pedagiadas foram debatidas por deputados, especialistas em infraestrutura em modais de transportes, engenheiros, cicloativistas e técnicos em gestão ambiental em estradas.   

“Todas as audiências até agora foram sobre as regiões e suas demandas, mas hoje fizemos um debate sobre um tema relacionado ao pedágio, mas com uma discussão mais específica sobre a questão da ciclomobilidade. Em várias audiências no interior, foi falado sobre a implementação de ciclovias nas rodovias pedagiadas. Mas nessa audiência conseguimos colher sugestões importantes para apresentar esses contrapontos ao novo modelo de concessão”, afirmou o deputado Arison Chiorato (PT), coordenador da Frente.  

A audiência começou com uma apresentação feita pelo deputado Evandro Araújo (PSC) na qual ele demonstrou um panorama do modelo atual de pedágio. O parlamentar reforçou que o modelo apresentado se trata de um risco, já que o desconto está limitado em um valor de 17%, o que pode representar no futuro uma tarifa com o valor que pode chegar a 80% dos preços praticados atualmente. A apresentação mostrou ainda que o modelo inclui o chamado degrau tarifário, que representa o aumento da tarifa compulsoriamente em até 40% após a realização das obras e duplicações.  

“Essa foi uma semana preocupante porque o Ministro da Infraestrutura, depois de fazer um leilão de uma rodovia entre Tocantins e Goiás, voltou a falar do modelo híbrido e a taxa de outorga. Temos no estado duas concessionárias que confessaram crimes, não realizaram obras e fizeram acordos de leniência. E foram essas concessionárias que participaram desse leilão no Tocantins e em Goiás. Então precisamos continuar na luta para termos no Paraná um modelo mais barato e com obras de infraestrutura”, comentou o deputado Luiz Carlos Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia.  

Ciclomobilidade - A apresentação continuou com o deputado Evandro Araújo explicando que o novo modelo de concessão proposta pelo Governo Federal prevê apenas 73 quilômetros de ciclovias, sendo essa a extensão nos dois sentidos das rodovias. Ou seja, a extensão real das ciclovias será apenas a metade do apresentado. Ainda de acordo com o novo contrato, essas ciclovias serão apenas construídas em sete cidades, sendo que dois, dos seis lotes de licitação, não contarão com novas estrutura cicloviárias.  

“Numa discussão tão grande de oferecer alternativas limpas e baratas, que é o caso da bicicleta, com cases de sucesso em todo o mundo, nos deparamos com essa proposta tão pequena e pobre do Governo Federal. Por isso esse debate é tão importante”, afirmou Araújo.  

O deputado Goura (PDT) apresentou números de atropelamentos em rodovias paranaenses no ano passado. Segundo números apresentados, em 2020 o estado registrou 1.337 mortes em decorrência de acidentes de trânsito, sendo 17,57% pedestres e 4,41% de ciclistas. “Fizemos uma representação junto à ANTT apresentando demandas para a ciclomobilidade. Queremos que as concessionárias apresentem dados em tempo real sobre acidentes, dados sobre circulação de ciclistas e iluminação pública, principalmente nas entradas e entroncamentos. Queremos também pontos de apoio aos ciclistas. Solicitamos corredores ecológicos, para salvar os animais silvestres nas travessias de rodovias, e ainda levantamento de dados sobre a fauna de cada região onde tiver uma praça de pedágio”, explicou o parlamentar.  

Para o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR), Ricardo Rocha, o debate sobre as questões do pedágio abrangeu outras temáticas além de preços e custos de tarifas. “A discussão do pedágio no Paraná gerou uma discussão mais ampla, que levantou questões de infraestrutura e modais de transporte pública. Poderíamos ter uma lei que exigisse em todo contrato de concessão de estradas a implementação de modal de ciclovia. Esse é um debate que vai mexer com as nossas cidades e a nossa população e precisamos levar esse tema da ciclomobilidade para frente”, sugeriu.  

O representante da Ciclo Iguaçu, Éder Willian Greaff, apontou que as empresas de pedágio têm muitas condições financeiras de implementar modais de ciclomobilidade em todas as rodovias por elas administradas. “Temos um estudo que se direcionar 1% do total arrecadado com tarifas, é possível construir mil quilômetros de rodovias com toda a infraestrutura necessária para segurança dos ciclistas. Portanto, é barato. Até porque todo acidente tem um custo e esse custo é repassado para o Estado. Então, infraestrutura pra bicicletas é mais barato que acidentes, porque dá mais segurança para ciclistas e os outros usuários das rodovias”, ressaltou.  

“Ano passado eu pedalei 1.500 quilômetros pelo Paraná e afirmo que a questão de sinalização e estrutura para ciclistas é muito importante. É preciso construção de ciclovias, mas é preciso também fazer um trabalho de conscientização dos motoristas. O ciclismo é um caminho sem volta, cada vez mais cidadãos estão adotando a bicicleta como meio de transporte e precisamos cuidar dessas pessoas”, completou o deputado Subtenente Everton (PSL).   

“Precisamos dar mais segurança para todas essas pessoas que andam de bicicleta pelas rodovias do nosso estado. É um meio de transporte que muitos adotaram e temos que olhar para os ciclistas”, destacou a deputada Cristina Silvestri (CDN).  

O deputado Tercílio Turini (CDN) entende que “a construção de ciclovias precisa estar entre as obrigações das futuras concessionárias de rodovias do Paraná para melhorar as condições de segurança na circulação de ciclistas, garantir mobilidade sustentável, estimular a redução de veículos motorizados e praticar uma visão moderna de gestão pública, com respeito ao cidadão”.

“Se nós olharmos os países desenvolvidos, a ciclovia permite que as pessoas que adotam essa modalidade de transporte se locomovam por centenas de quilômetros de distância. Esse tipo de transporte significa segurança, proteção e desenvolvimento econômico e social”, afirmou o senador Flavio Arns (Podemos).  

De acordo com a cicloativista e vereadora pela cidade São Paulo, Renata Falzoni, o Brasil precisa seguir o exemplo europeu de implementação de estruturas de mobilidade e turismo por meio da bicicleta. “A Europa investiu para que as famílias que moravam no campo continuassem no interior. E isso alavancou o cicloturismo. Para termos uma ideia, o continente faturou 44 bilhões de euros com cicloturismo, entre ganhos diretos e indiretos. Precisamos de desenhos de estradas que salvam as vidas”, alertou.  

Fauna – Segundo estimativas do Centro Brasileiro de Ecologia de Estradas da Universidade Federal de Lavras apresentadas aos participantes da audiência, 475 milhões de animais são atropelados a cada ano nas rodovias brasileiras. “O Brasil tem muitos animais e muitas rodovias. Assim, temos os atropelamentos e o efeito barreira, que faz com que os animais não atravessem a rodovia e isso, do ponto de vista biológico, é prejudicial. Então para acabar com essas situações, é preciso ter um bom diagnóstico, entender e identificar o local da estrada e construir passagens de fauna, que são implementadas com cercas de direcionamentos e de diversos modelos de passagens”, destacou Fernanda Abra, especialista em passagem de fauna em rodovias.  

“Os atropelamentos têm causado uma aceleração da perda de populações de animais silvestres. Então é preciso promover um desenvolvimento de transportes no Brasil, de maneira sustentável para evitar essas mortes”, disse Clarissa Alves da Rosa, especialista em ecologia de estradas. “Precisamos de uma atenção maior por parte das estâncias públicas voltadas para a proteção do patrimônio natural e de uma agenda positiva para mitigar a perda desses animais silvestres”, concluiu Clóvis Borges, da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS).  

FONTE ASSEMBLÉIA DOS DEPUTADOS DO ESTADO DO PARANÁ..

Policial é atropelado na calçada e tem pernas amputadas por motorista embriagado; veja o acidente

 

Caso aconteceu na noite de quinta-feira (7), em São José dos Pinhais; saiba como ajudar.

Assessor de vereador londrinense tenta extorquir família Boca Aberta em meio milhão de reais...

 

De acordo com a petição inicial assinada pelo representante legal de Boca Aberta, o senhor Adilson atual guarda municipal e cedido como assessor do vereador Deivid Wisley, Na época dos fatos exercia a função de cargo comissionado, tendo sido nomeado através de indicação do deputado estadual Matheus Viniccius Ribeiro Petriv, o Boca Aberta Junior, para a liderança do PROS na Assembleia Legislativa do Paraná, na época em que teria ocorrido o furto e divulgação de um vídeo com conteúdo interno do gabinete parlamentar.

No dia 22 de outubro de 2020, foram divulgados vídeos do sistema de segurança do interior do gabinete do deputado federal Boca Aberta e seu filho, deputado estadual Boca Aberta Jr., sendo que, de acordo com a denúncia, as imagens foram gravadas com o celular de Adilson, que exercia, na época, o cargo comissionado do partido.

A acusação é que o ex-assessor guardou o vídeo por cerca de três meses com o objetivo de utilizá-lo em momento oportuno. Tal momento seria o pleito eleitoral de 2020, onde Boca Aberta e seu filho concorreram como candidatos a Prefeito e Vice-prefeito, respectivamente, do município de Londrina.

Diante disso, Adilson, possuía a senha do sistema de monitoramento do gabinete de Boca Aberta, popularmente conhecido como “Gabinete do Povo”, teria invadido um dos computadores do gabinete e filmado o conteúdo das imagens internas das câmeras de segurança, sendo que as imagens viriam a ser usadas na corrida eleitoral do mesmo ano.

Além disso, Adilson furtou os carnes carnês de IPTU de um imóvel de propriedade de Marly de Fátima Ribeiro (Mara Boca Aberta), para usar na difamação contra a Família Boca Aberta e afirmar que seria ele quem estaria pagando as contas pessoais de Mara Boca Aberta e do deputado Boca Aberta.


FONTE GAZETA NEWS..

 

MORRE VITIMA DA COVID 19 O EX PREFEITO DE NOVA AMÉRICA DA COLINA ALEXANDRE BASSO...

 

Comunicamos o Falecimento do Ex. prefeito de Nova América da Colina.. ALEXANDRE BASSO.
Nova América da Colina está de LUTO... infelizmente mais uma Vítima da Covid 19.
Deixou um Legado que sem sobra de dúvidas vai ser incluso na história do Município.
Nossos sentimentos a Família em Lutada..

Homem é preso suspeito de se passar por delegado do Gaeco para aplicar golpes, em Londrina

 

Um homem foi preso suspeito de se passar por um delegado do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, em Londrina, na região norte do Paraná, na quinta-feira (6).

 

Segundo o Gaeco, o homem se passava por delegado para aplicar golpes, na cidade. Com ele, foram apreendidas máscaras com o símbolo do órgão, uma pistola e uma identidade funcional.

 

As investigações começaram depois que uma vítima procurou pelo Gaeco para fazer uma denúncia. Conforme o relato, o falso delegado se ofereceu para interferir em um processo cível em troca de dinheiro.

O falso delegado foi policial militar no Ceara por seis anos. O Gaeco informou que não sabe o motivo que levou o suspeito a deixar a corporação.

 

O homem vai responder pelos crimes de estelionato e usurpação de função pública.

 

FONTE – G1 PR

 

quinta-feira, 6 de maio de 2021

Projeto permite rastreamento de celular em casos de roubo ou furto por meio do IMEI

 

O objetivo é garantir a segurança e a tranquilidade do trabalhador que se esforça para comprar um aparelho, fazendo suas economias, mas não pode andar nas ruas sem preocupação, já que poderá ser roubado ou furtado a qualquer momento”, afirma o deputado Boca Aberta, autor da proposta.


O deputado Boca Aberta (PR) apresentou o Projeto de Lei nº 118/21, que autoriza o rastreio do celular por meio do IMEI quando houver furto ou roubo. O IMEI (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) é um código formado por quatro grupos de números e é único para cada celular, servindo quase como uma carteira de identidade para o aparelho.


“O objetivo é garantir a segurança e a tranquilidade do trabalhador que se esforça para comprar um aparelho, fazendo suas economias, mas não pode andar nas ruas sem preocupação, já que poderá ser roubado ou furtado a qualquer momento”, afirma o deputado.


Segundo o projeto, o rastreamento será efetuado pela Polícia Civil ou órgão competente e os aparelhos recuperados ficarão à disposição do proprietário após a comprovação da propriedade.
FONTE GAZETA NEWS..


Uma mulher morre e outras duas ficam feridas após carro tombar em rio

 

Uma mulher de 29 anos morreu e outras duas, de 34 e 63 anos, ficaram feridas após um carro sair da estrada e cair dentro de um rio, em Rio Bonito do Iguaçu, na região sudoeste do Paraná, na quarta-feira (5).

 

Segundo a Polícia Militar (PM), o acidente aconteceu por volta das 18h30 na Estrada Nova Santa Rosa. O carro saiu da pista em uma ponte e tombou dentro do Rio Xagu, ficando apenas com as rodas para fora da água.

Moradores da região resgataram duas das ocupantes do carro com vida. Elas foram levadas ao Hospital São Lucas, em Laranjeiras do Sul, na região central do estado.

 

Outra mulher que estava no carro morreu no local do acidente. O corpo dela foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML).

 

FONTE – G1 PR